Confira um pouco de CMB ou The PEP Hack para os íntimos!

Na Forja vocês poderão acompanhar e participar dos nossos projetos.

Sim! Nós contamos com suas opiniões, críticas e o feedbacks dos testes.

Fala galera! Estamos iniciando mais uma coluna na guilda e desta vez queremos falar dos projetos que estamos desenvolvendo. Você já deve ter visto algum PDF nosso por ai, ou por aqui, mas agora não falamos de PDFs de fã para fã, mas de livros autorais impressos, produtos de mercado mesmo! Tem um bocado de gente produzindo jogos no país e na GdM não seria diferente.

The PEP Hack

Eu quero aproveitar a estreia desta coluna para divulgar oficialmente o meu projeto para 2019. A galera do grupo The Black Hack BR apelidou o jogo carinhosamente de The PEP Hack, mas eu queria um nome mais invocativo e que fizesse um link com um livro que lancei anos atrás. Sendo assim, o nome escolhido foi Companhias Mercenárias de Belmonte (CMB). Isso mesmo, Belmonte com E no final, mas noutro post falaremos sobre o nome e tudo que ele significa.

Sobre o que é CMB?

Este jogo é sobre as aventuras de uma companhia mercenária em um mundo decadente, obscuro e em expansão. É sobre as lutas para se conquistar um lugar ao sol e sobre a dura vida dos irmãos de armas das cias. Neste jogo os jogadores encarnam pessoas que abandonaram suas vidas comuns (ou foram arrancados delas) para ingressarem no mundo perigoso das cias mercenárias. Não são heróis, estariam mais para seguidores de personagens de nível alto no D&D antigo.

Ao contrário de jogos focados em grupos de aventureiros errantes periféricos à sociedade, aqui os personagens são parte de forças militares influentes e altamente enraizadas na civilização conhecida. Exercem impacto no cenário geo-político do mundo lutando guerras, explorando os ermos e colonizando o novo mundo. Sempre atuando de forma profissional, sem preceitos morais, religiosos ou políticos.

O contrato é o que importa e o mínimo que se espera de uma cia de mercenários é que a missão dada seja cumprida!

Resultado de imagem para companhia negra

A Companhia Negra é a minha maior referência literária e se você notar isso na leitura é sinal de que estou acertando!

 

O que CMB tem de diferente?

Acho que o que mais se destaca é a marginalização total de aventureiros e seu estilo de vida egocêntrico. As companhias mercenárias são legalizadas e seguem um regimento oficial, já os aventureiros são andarilhos que seguem suas próprias leis! Você pode montar um grupo de aventureiros em CMB, mas perderá todos os benefícios dentro das regras do jogo e do cenário de aventuras.

Depois do Caos em Belmont, o mundo passou a ver aventureiros como gente irresponsável que perturba o mortos, usa magia imprudentemente, e libera sobre a terra blasfêmias rastejantes que deveriam dormir para sempre. Aventureiros trouxeram caos, as companhias mercenárias tentam trazer a ordem. Ser de uma companhia te ajuda muito, aliás, o jogo é sobre isso!

Não conhece o meu livro Caos em Belmont? Não precisa, mas se quiser, toma as resenhas do Tio Nitro , Igor MorenoBeltrame. Será que uma versão dessa aventura cairia bem no financiamento coletivo?





Para quem é CMB?

Esto jogo é para quem gosta das aventuras da Companhia Negra, o militarismo de Malazan, a visceralidade das Crônicas Saxônicas , o estilo de vida do Bando do Falcão na fase de ouro, as guerras travadas pelo Rei Conan, a atmosfera sobrenatural de Elrick de Melniboné ou Solomon Kane e as esquisitices tentaculares de Lovecraft.

Além das referências literárias que inspiram o tema e ditam o tom das aventuras, as regras do jogo foram influenciadas pelo Quick Primer to Old School Gaming (leia a tradução livre do Fabiano Neme) e outros jogos com regras enxutas e dinâmicas (ex: Barbarians of Lemuria, The Black Hack, Maze Rats, Blood & Honor, Dungeoneer e Espadas Afiadas e Feitiços Sinistros).

Se você curte jogos com regras leves, evolução atrelada aos eventos da história, personagens criados sem classe e sistema de magia não-vanciana, então pode vir sem medo, por que este jogo foi feito para você!

 

Resultado de imagem para bando do falcão

O Bando do Falcão na era de ouro é uma boa referência do tipo de aventuras que rolam em CMB.

 

É isso ai galera, por enquanto é só.

Depois eu volto para falar mais do sistema, financiamento coletivo, projeto gráfico, ilustrações etc etc etc.

Mas falem ai o que acharam da proposta e compartilhem suas expectativas e/ou dúvidas sobre o jogo.

Forte abraço do Zelador de Amarelo!