Porque nem todo tesouro precisa ser apenas um punhado de moedas

Grandes tesouros e pilhas gigantescas de moedas são o sonho de todo aventureiro.
Porém, além de grandiosas tumbas, esconderijos de ladrões e ninho de dragões, não é nada confortável carregar grandes valores por aí.

Temos também o problema das cunhagens que podem mudar de reino para reino, monarca para monarca e entrar em um debate histórico sobre a validação de moedas em diferentes períodos da história.
Essa postagem não é sobre isso.

Bons aventureiros carregam peso ou contratam alguém para fazer isso por eles.

Nas tabelas de tesouros, vemos constantemente multiplicadores para moedas de bronze, prata e ouro. Mas faz sentido encontrar isso? Sabemos que é muito mais fácil encontrar mercadorias no covil de um pequeno bando de assaltantes de estrada, bens materiais curiosos na toca de criaturas burras e sabemos o que o homem é capaz de fazer para botar as mãos em um punhado de cominho ou petróleo.
Bens possuem valor.

Essa tabela é um exemplo de como vocês podem alterar as rolagens de tesouros, principalmente em níveis introdutórios de suas aventuras medievais.
Também é um modo de forçar a interação com personagens não jogadores, criar vínculos com cidades, dar vida as cidades e vilarejos ficcionais que criamos.

Usando como padrão 100 peças de ouro que podem ser substituídas por:
1. 2d10 Lingotes de chumbo
2. 2d10 Minério de ferro bruto
3. 2d10 Sacas de trigo ou outro grão
4. 2d10 Rolo de cânhamo
5. 2d10 Barris de vinho
6. 2d6 Porcos
7. 2d6 Peles de raposa
8. 2d6 Coroas de alho
9. 2d10 Ovelhas
10. 2d10 Barras de cobre
11. 2d20 kg de sal
12. 2d6 Bois/vacas
13. 3d6 Barris de boa cerveja
14. 2d10 Rolos de tecido
15. 2d10 Sacas de chá
16. 2d6 Rolo de bom tabaco
17. 1d6 Frascos de mirra
18. 1d4 Galões de azeite
19. 1d10 Lingotes de prata
10. 1 Pele de leão

Facilmente vocês podem criar tabelas para traduzir moedas em bens de consumo e criar ganchos para seus jogadores.

O velho fazendeiro pode ter interesse em comprar ovelhas e ao negociar com ele, o grupo descobre sobre a velha mina de sal que dizem estar abandonada a séculos devido a uma série de barulhos que podem ser ouvidos vindo das entranhas do local.
Version 1
Quem sabe galões de azeite abram as portas (da cozinha ao menos) do castelo e possibilite um contato com um nobre, criando uma bola relação e gerando um contrato para encontrar um item da família que a muito foi perdido.
Diversas possibilidades batem a porta quando convertemos o número de moedas em bens e matéria prima. Incentive seus jogadores a lidarem com mercadoria, tire eles da zona de conforto de enxergar tesouros apenas como um número que vai ser somado a um valor na ficha.

Tomando como base na tabela apresentada nesta postagem, crie suas próprias tabelas para 100, 1000 e 5000 moedas de ouro. Quem sabe até podem mudar de valor de acordo com a região?! Um bem que é comum em uma região pode valer muito mais em outro lugar!
Mas como eles vão transportar isso?

Acho que podemos falar em outra postagem…

Autores das artes usadas na postagem
https://www.artstation.com/aletom
https://www.artstation.com/giudittabetti
https://www.artstation.com/cynthiafranca
https://www.artstation.com/maximlingert