Confira uma regra legal de CMB e uma novidade promissora para projeto!

Fala galera! Hoje compartilharei algo sobre as regras e experiencia de jogar CMB que tenho curtido muito, sobre o feedback de jogadores e outros game designers e uma novidade irada no final! Me acompanha ai que o post ta legal!

Se você não sabe nada sobre Companhias Mercenárias de Belmonte (CMB) da uma lida nos dois posts da Forja que eu te espero!

 

1) SISTEMA DE LEGADO

A regra que quero mostrar hoje faz parte do sistema de legado.  Na verdade estas regras vieram para atender uma das premissas do projeto (ter regras exportáveis para outros jogos) e também para resolver 3 problemas recorrentes em muitas mesas de RPG, principalmente de jogos OSR com letalidade alta.

Premissa: Regras exportáveis

Companhias Mercenárias de Belmonte tem em suas premissas que deveria conter regras exportáveis para outros jogos. Eu sei que muita gente compra mais livros do que consegue ler, então pensei que seria interessante que a leitura não gerasse apenas vontade de jogar, mas também servisse como ferramenta para outros jogos. O sistema de companhias pode ser usado em vários jogos com algumas adaptações, mas o sistema de Legado eu creio ser apenas um “recortar e colar” sem maiores dificuldades.

Você vai poder usar o sistema de legado em qualquer jogo facilmente

Pode comprar CMB que pelo menos isso eu sei que vai agregar valor à sua jogatina!

Letalidade e a dificuldade de evolução

Companhias Mercenárias de Belmonte é um jogo de letalidade alta e em um exército as baixas são uma constante. Por isso, eu resolvi que deveria por algo nas regras que não desanimasse os jogadores quando perdessem seus personagens.

Neste sentido, o sistema de Legado permite que o jogador acumule pontos de legado, que são como pontos de experiência só que servem para ele e não para o personagem!  Ele pode usar com este personagem atual ou guardar para os próximos personagens, pois certamente ele irá perder o atual uma hora ou outra. Dai, você pode jogar com vários personagens comuns até que num belo dia você tem pontos para vir de Conan!

Os pontos de Legado são com XP, só que para os jogadores

Gestão do jogo e camaradagem

Eu sempre fui do tipo de mestre que anota tudo! Eu controlava o HP, a mana, duração de feitiços, tesouro, dias de viagem, comida, recursos etc. Eu fazia isso em parte por que queria as coisas organizadas e também por saber que alguns jogadores eram meio ladinos… mas isso não vem ao caso agora!

Fato é que em CMB eu desenvolvi um sistema onde os jogadores ajudam o mestre nessas tarefas. O médico do batalhão é quem anota HP e condições de saúde do grupo. O Intendente anota os recursos consumíveis, o cartógrafo faz os mapas (tem até uma habilidade no jogo onde o mestre corrige o desenho dele), o cronista faz os reportes de sessão (que chamo de relatórios de missão), o tesoureiro administra as finanças do grupo e por ai vai.

Jogador que ajuda o mestre ganha ponto de legado! Já ta sacando a ideia né!?

Legado para quem chega na hora, traz lanche, desliga o telefone, da carona pros outros etc.

Resultado de imagem para battle brothers wallpaper

Sim, da pra jogar campanhas longas e duradouras com CMB! (arte de Battle Brothers)

Dificuldade em jogar campanhas

Uma das maiores dificuldades que existem no nosso meio é a falta de compromisso da galera com campanhas. Dificilmente você consegue jogar campanhas longas, ainda mais de jogos menos aclamados como os D&D da vida. Isso se agrava mais ainda com jogos onde a letalidade é alta.

CMB foi todo trabalhado em cima da ideia de que os jogadores fazem parte de uma companhia mercenária livre. Sendo assim, a campanha não precisa girar em torno de alguns soldados, mas sim da companhia  em si. Nisso o sistema de legado cai como uma luva. Ao premiar o jogador eu abro brecha para a cada aventura contar com jogadores diferentes, pois teremos soldados diferentes na missão.

Se metade do grupo não pode vir, a gente arruma mais uns colegas e segue o baile, ou faz como eu fiz….. leva sua campanha para um evento! Estou narrando uma campanha de one shoots no evento Biblioteca Arcana. Cada aventura é 1 missão da cia e com jogadores/personagens novos ou não a campanha segue.

 

  • Mas e quando a sessão termina no meio da dungeon e jogadores faltam na próxima ao mesmo tempo em que novos surgem na mesa?

Bom, neste caso o que eu fiz foi deixar outros jogadores entrarem com soldados novos q foram enviados como reforço. Também houve vez em que parei a aventura e mestre outra, onde outro grupo vinha em suporte e os jogadores presentes jogaram com este outro grupo e levaram seus pts de legado (que gastaram no grupo original). E a última abordagem é simplesmente deixar que outros jogadores assumam estes personagens e quando os faltosos e os novos estiverem juntos para jogar vocês fazem novos personagens para os novatos.

Quem se compromete com o jogo acumula Legado

Evolui independente de quem joga e assim não se vive de personagens de “nível 1”.

 

2) FEEDBACK

Sei que estou no caminho certo, pois nessas seis baterias de testes, as que tiveram as regras de legado foram as que os obtive o melhor feed back. A maioria dos jogadores disse que gostou e que nunca tinham visto algo neste sentido.

Sei que é coisa boba, mas tem dado ótimos frutos e melhorado a camaradagem entre os jogadores, o que acho ótimo até pelo espirito do jogo que é focado em irmãos de armas!

Em tempo, obtive dois feed backs muito importantes para mim, dois amigos desenvolvedores de jogos a quem admiro muito curtiram muito a ideia quando a viram em execução e estão me incentivando de mais nesse projeto, além do meu editor-chefe lindão Felipe Gomes, o nosso cérebro no jarro.

 

  • Luiz Cláudio, o autor de Thordezilhas e UD1, fez ótimas criticas ao jogo como um todo, logo depois do playtest que participou nesta semana. Já garantiu seu legado para as próximas!!! (rs).
  • Diogo Nogueira, o autor de Espadas Afiadas e Feitiços Sinistros, gostou muito do que leu do fastplay e disse CMB tem uma proposta boa que não foi explorada ainda na cena OSR.

 

As novidades são boas!!!

3) NOVIDADES!!!

Bom, eu falei que tinha novidades boas para o projeto né!

Então, levando em conta esse trabalho todo e o retorno positivo da comunidade e jogadores de testes. Eu iniciei as conversas sobre uma possível tradução do jogo para o Inglês e seu lançamento no estrangeiro!

Sim! É isso ai, o jogo vem se consolidando e pode existir um espaço para ele na cena gringa, com possibilidade até de versões físicas vendidas em lojas e eventos por lá!

Bom, ta tudo muito recente ainda, engatinhando,…. mas eu vou mantendo vocês atualizados sobre tudo, por hora estou mais focado em terminar, pois não gosto de ficar só no mundo dos sonhos!

CMB pode voar alto, pois iniciamos as negociações para uma versão em inglês

Marchem Mercenários! De Belmonte para o Mundo!