Crie tabelas de encontros customizadas e contextualizadas com seu cenário.

Depois do post sobre encontros aleatórios, mais pessoas me procuraram querendo ajuda para criar suas próprias tabelas. Por conta disso eu resolvi escrever um post como forma de mostrar na prática um processo de criação simples e efetivo. Vamos criar umas tabelas para gerar encontros aleatórios juntos!

Preparando o terreno

Antes de sair escrevendo tabelas aleatoriamente, precisamos nos precaver de que elas tenham alguma coerência. Lembre-se, a ideia de montar essas tabelas é permitir que os dados insiram coisas novas no jogo sem quebrar o ritmo da história artificialmente.

Com isso em mente, vamos bolar 3 tabelas aninhadas. Vamos definir de que tipo será o encontro, com quem será e quais as condições do mesmo. Com isso já temos um esqueleto para nossas tabelas. Eu vou optar por 3 tabelas com 6 itens cada, assim você pode rolar 3d6 e rapidamente montar seu encontro. Se você preferir algo mais rápido pode montar uma única tabela com 20 itens ou 30 se tiver 1d30 maroto.

Escopo fechado

Apesar de ser muito comum encontrarmos tabelas genéricas nos livros, eu acredito que o melhor cenário é quando podemos ter tabelas especialmente preparadas para as regiões que criamos para o jogo. Nos livros as tabelas são genéricas para servirem de base e recurso rápido na hora do improviso, mas se você tiver um pouco de tempo pra se dedicar terá umas tabelas mais caprichadas.

Para fechar o escopo deste  post eu irei criar tabelas para gerar encontros nas cercanias da cidade-estado de Khur dos Laudeus. Esta cidade possui muros de 3 metros de altura e foi construída numa região de colinas situada entre 2 grandes rios, com montanhas ao sul e ao norte.  A sobrevivência do povo consiste no comércio fluvial e na exploração de minas de ouro nas montanhas, mas perigos rodeiam toda a região. As cidades mais próximas ficam do outro lado dos rios e as montanhas são reputadas como lar de perigos assustadores.

 

Cercanias de Khur dos Laudeus via Inkarnate.

Tipo de encontro

Tendo em mente a região em torno de Khur dos Laudeus, ficou mais fácil definir o tipos de encontro. Esta primeira tabela dirá o que os jogadores encontrarão por alto. Ainda não precisamos nos preocupar muito com especificidades, mas apenas generalidades. Por isso acho interessante que os encontros girem em torno de criaturas, humanoides e situações comuns, mas intrigantes.

1D6  TIPO
1 Animais
2 Animais
3 Humanoides
4 Humanoides
5 Bestas
6 Evento

Subtipo de encontro

Após definir os itens para a tabela de tipos genéricos de encontro eu irei criar mais itens detalhando as coisas. Se o encontro será com criaturas, que criaturas serão ou que tipo de humanóides? Aqui é o local para sermos específicos, onde faremos nossas tabelas conversarem com nosso cenário. A tabela de subtipos deve fazer uma conexão com a região de Khur, para que os jogadores não se sintam deslocados. Cate uns animais e monstros que caibam na região sem grande esforço e pense no impacto da presença deles na área.

Se os leões da montanha são citados pelos habitantes locais, então precisamos colocá-los nas tabelas e se os bardos cantam sobre o rei dos leões das montanhas então…já viu né!?

1D6 ANIMAIS HUMANOIDES BESTAS EVENTOS
1 2d6 Hienas 3d10 Goblins 1d3 Ursos-coruja Ninho de uma besta vazio a pouco tempo
2 2d10 Antílopes 3d6 Mercadores 1d3 Grifos Um leão abatido com mordidas bestiais
3 1 urso negro 2d6 Bandoleiros 1d2 Panteras deslocadoras Caravana sendo atacada por humanoides
4 1d4+1 Leões 2d6 estrangeiros 1 Górgon Acamapamento em chamas
5 Rei dos leões 1d4+2 aventureiros 1 Mantícora Vestigios de uma batalha sanguinolenta
6 Role 2x e some Role novamente e dobre 1 Dragão Rei leão observando ao longe

Condições de encontro

Por fim temos uma tabela que fará com que nossos encontros sejam mais do que um grupo de personagens avistando um grupo de antagonistas metros a frente. Nesta tabela iremos inserir elementos que deixarão as cenas mais orgânicas e menos apelativas. Você não vai empurrar os jogadores para um combate, mas lhes apresentar uma cena para colher suas reações e assim determinar o que acontece.

Talvez o grupo encontre os leões da montanha, mas será que eles estão caçando? ou será que estão fugindo de alguma coisa? Não estariam feridos ou agitados por magia? Vamos lá, você consegue bolar umas coisas legais… tenho certeza!

1D6 ANIMAIS 1D6 BESTAS
1 Se alimentando em paz 1 Dormindo em seu covil
2 Descansando após refeição 2 Ferida ou amamentando
3 Correndo assustado na direção do grupo 3 Acasalando ou comendo
4 Famintos e desesperados 4 Fugindo de algo pior
5 Cuidando de filhotes 5 Seguindo o grupo
6 Feridos, acuados por caçadores 6 Caçando com fúria
1D6 HUMANOIDES 1D6 EVENTOS
1 Acampando desleixadamente 1 Espólios valiosos no local
2 Enterrando aliados ou inimigos 2 um enigmático observador no local
3 Negociando itens valiosos 3 Corvos rondando o local
4 Perdidos e sem mapa 4 Rei leão observando ao longe
5 Fugindo apavorados 5 Névoa envolve o local
6 Abordando o grupo de surpresa 6 Role 2x e some

 

Resultado de imagem para caravan rpg

Caravanas podem ser exóticas e isso pode gerar horas de roleplay irado!

Testando as tabelas

Pronto! Nossas tabelas estão prontas! Agora é bom nós testarmos elas antes de decretarmos sua conclusão. Rolando algumas vezes na tabela você já nota se ela está tendenciosa, viciada ou gerando resultados pouco interessantes. Vamos

1º teste: Rolando 1, 2 e 4 eu defino que o grupo encontrará 2d6 antílopes desesperados e famintos. Eles correrão em direção ao acampamento do grupo e tentarão pegar alguma coisa pra comer. Seu estado debilitado lhes dará alguma penalidade para manterem-se engajados em combate.

2º teste: Rolando 2, 5 e 6 eu consigo ver o rei dos leões da montanha ferido! Eles parece ter sido atacado por alguma criatura mais assustadora que ele e isso pode ser um mal agouro. Ele se mantém alerta e pronto a atacar, mas não está procurando briga.

3º teste: Rolando 5, 1 e 3 os jogadores encontrarão 1d3 ursos coruja cuidando de filhotes em seu covil. A mãe se mostrará extremamente ameaçadora, mas não perseguirá os jogadores que quiserem fugir. Em seu covil pode-se vislumbrar algum tesouro entre os restos de mercadores devorados.

4º teste: Rolando 6, 3 e 6 o grupo encontra um rastro de sangue e pegadas bestiais na colina que os leva até uma alcova entre árvores. Lá percebem alguns objetos de valor junto a ossadas e restos de carroças, bem como uma miríades de corvos nos arredores, galhos das árvores e destroços. Seus olhos causam cala frios.

5º teste: Rolando 4, 1 e 3 os jogadores poderão se deparar com um grupo de goblins em uma carroça. Eles parecem confiantes e mesquinhos, seus olhos revelam malícia e suas mãos apresentam um item realmente mágico para barganhar.

Refatorando

Agora sim, acho que a tabela está boa para o propósito didático deste post, mas você pode incrementá-la ainda mais. Talvez queira mais elementos sobrenaturais ou fantásticos. Quem sabe não cairia como uma luva colocar nomes nos grupos de humanoides, conforme os que já usou na sua campanha? Agora é com você champs!

Dever de casa

Se com tudo isso pronto, você achar que é ruim ficar rolando dados na hora do jogo…role antes! Faça como eu fiz na fase de testes e role uns dados em casa. Anote os resultados e pense em como uni-los em algo legal. Você pode até criar uma nova tabela, com estes eventos completos. Desta forma as 3 etapas de rolagens seriam uma preparação para a sua tabela definitiva. Bom, isso vai ficar a seu critério…

Manda ver nessa parada.

Comenta ai o que achou e deixe sugestões para a galera.

 

Abração do PEP